O Pilates tradicional foi criado por Joseph Hubertus Pilates. Era uma criança bastante doente que sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Para melhorar a sua saúde, começou a realizar técnicas respiratórias, exercícios ao ar livre e a ter preocupação com a sua postura. Após ter estudado diversos tipos de atividades físicas como a musculação, o yoga, o boxe, o mergulho, o kung fu e a ginástica, criou o seu próprio método, o Pilates, onde, ainda hoje se nota a influência de todas estas modalidades.
O Pilates Clínico difere do tradicional na medida em que pressupõe uma avaliação e uma adaptação constante, criando um programa específico para cada indivíduo.
Os princípios chave do Pilates Clínico são chamados de ABC: Alinhamento, Respiração (Breathing) e Centro.
O Alinhamento pressupõe a consciência da posição corporal e estratégias motoras incorretas para que se possa manter a posição neutra durante a realização dos exercícios.
A Respiração que favorece a prática do Pilates Clínico é uma respiração costodiafragmática harmonizada com o movimento, ou seja, coordenada com a ativação do Centro de Estabilidade – o conjunto de músculos que mantêm a coluna vertebral estabilizada, o que é uma das bases desta prática.
O Pilates Clínico é aplicável na maioria dos casos clínicos.

Responsável Clínico​

Fisioterapia | Osteopatia | RPG

Agende uma consulta com os nossos profissionais

Fisioterapia | Osteopatia | RPG

    Nome

    Telefone

    Email

    Especialidade

    Mensagem